A todo o momento surgem novos métodos e produtos que permitem o rejuvenescimento facial sem a necessidade de processos cirúrgicos. Entre as novidades do mercado, está o Plasma Peel, tratamento com CPF – fatores de crescimento derivados de plaquetas sanguíneas -, e de importantes estimuladores da diferenciação celular e de aumento da mobilidade da renovação celular.

O CPF remodela, substitui o tecido danificado por um tecido novo, estimula a produção da matriz extra celular, fazendo, assim, o preenchimento subcutâneo. É a biotecnologia a favor da beleza.

É indicado para rejuvenescer, diminuir as marcas de expressão, dar mais viço e luminosidade à pele e pode ser aplicado em homens e mulheres a partir dos 25 anos que tenham rugas aparentes.

Os Fatores de Crescimento são importantes porque estimulam a renovação celular, e assim, a produção de colágeno. O tratamento, que dura um mês, consiste em uma sessão semanal realizada em cabine e na manutenção diária realizada em casa. Os tratamentos são complementares para proporcionar resultados ainda mais eficazes. A utilização do Plasma Peel é simples: as sessões com o profissional duram cerca de 50 minutos e o tratamento feito em casa consiste em apenas lavar o rosto, aplicar o produto e finalizar com filtro solar.

Como funciona o peeling?
O plasma peel é um tratamento de rejuvenescimento facial com CPF (fatores de crescimento derivados de plaquetas sanguíneas), que não são hormônios, mas proteínas produzidas por células do tecido e são responsáveis pelo fenômeno conhecido por “comunicação celular”.

O processo é indolor?
Depende da sensibilidade de cada um. Alguns sentem um leve ardor, mas nada insuportável ou que inviabilize o tratamento.

Qualquer pessoa pode fazer o tratamento?
Qualquer pessoa a partir dos 30 anos ou menos, dependendo do dano que tenha causado à pele.

Qual a diferença dessepeeling para os outros?
É um peeling extremamente seguro, podendo ser feito em qualquer época do ano, com resultados já na primeira sessão. Os resultados são rápidos e muito eficientes. Segundo estudos, há 78% de melhora clínica em rugas, sulcos, linhas de expressão e flacidez tissular; 37% de aumento de nova formação de colágeno; e 27% aumento da espessura epidermal.