Pouca gente sabe, mas as manchas, além de provocadas por agentes químicos, também podem surgir em consequência de alguma disfunção do organismo. “À medida que a pele é exposta ao sol, fica mais morena, alterando seu pigmento natural na camada superficial, devido ao processo que as radiações ultravioletas A e B desencadeiam no organismo”. Como consequência, a pele poderá apresentar uma coloração irregular, dando origem às famosas manchas de sol.

Tipos de manchas faciais

Melanócitos e hipermelanoses cutâneas
A pele tem células especiais chamadas melanócitos. A sua função é produzir uma substância escura que se difunde por toda a pele, a melanina. Esta substância tem ligação com a cor da pele e com seu nível de sensibilidade aos raios solares. Nas pessoas albinas (extremamente brancas), existe uma deficiência na produção de melanina. A maior intensidade de pigmentação é adquirida com o aumento da produção de melanina. Existem diversos peelings que clareiam essas manchas deixando a pele mais harmoniosa. O tratamento domiciliar para despigmentação é necessário.

Melasma
O melasma é uma doença de pele causada pelo aumento de melanina, o que acontece principalmente no rosto das mulheres. Todas as doenças de pele estão ligadas unicamente à substância chamada melanina, um composto natural formado por proteínas, responsável pela pigmentação da pele. A doença não possui sintomas como febre ou ardor, mas ataca a pele com manchas escuras simétricas, principalmente na região do rosto, bochechas, testa e nariz.
Grande parte dos casos de melasma é diagnosticado em mulheres grávidas, mas a origem pode ser também o uso de anticoncepcionais, a reposição hormonal ou a exposição exagerada ao sol. É importante frisar que a doença também pode estar relacionada à hereditariedade ou à raça.

Sarda
As sardas ou efélides são manchas pequenas que parecem um ponto. Por isso, são chamadas de manchas puntiformes pelos médicos. Nestes pontos, tem-se um aumento da quantidade de melanina. Elas podem aparecer após 3 nos de vida nas áreas mais expostas ao sol e ocorrem sobretudo em fotótipos 2 e 3.

Mancha Senil
São manchas que aparecem na pele das pessoas com idade mais avançada. São causadas pela exposição ao Sol (melanoses solares). Como os efeitos do Sol são cumulativos, estas manchas costumam aparecer após os 45 anos de idade. Por isso são relacionadas com a senilidade.
O peeling químico que age nos componentes dérmicos e epidérmicos diminuem a espessura do extrato córneo hiperqueratótico. Assimmelhoram o aspecto envelhecido da pele como rugas, aspereza ao toque, manchas hiperpigmentadas e lividez.

Manchas Brancas
Muitas hipocromias (manchas brancas) representam doenças de pele, como Vitiligo, Hanseníase, Pitiríase versicolor, Sífilis... Algumas delas até se beneficiam de um pouco de Sol. Outras precisam de tratamento com antibióticos específicos e acompanhamento através de exames de laboratório, pois podem trazer consequências graves para a sua saúde. São difíceis de removê-las pois perderam a pigmentação natural da pele.
Para suavizar as manchas, homogeneizar e hidratar a pele do rosto, três passos são fundamentais: higienização, esfoliação e hidratação com proteção solar. Vale lembrar que é importante saber quais são os produtos mais adequados ao seu tipo de pele.
Faça uma avaliação e saiba que tipo de pele e manchas você tem e qual tratamento será o mais indicado.

Tratamentos Indicados
- Cosmiatria;
- Fracionado;
- Laser;
- Microagulhamento (Dermaroller);
- Peeling de Diamantes;
- Peelings Químicos.