A vacuoterapia atua mecanicamente nos sistemas circulatórios (venoso e linfático), regulando o equilíbrio hídrico, a circulação de nutrientes e a eliminação de toxinas dos tecidos. É uma técnica que podemos utilizar nos tratamentos faciais e corporais clássicos assim como no pré e pós-operatório.

A utilização da vacuoterapia na estética pode e deve ser associada a outros procedimentos otimizando o resultado final do tratamento. Como exemplo, a utilização da vacuoterapia, após o uso do ultrassom e manthus e antes da aplicação da Carboxiterapia nos tratamentos de fibro-edema-ginóide (celulite).

O fisioterapeuta aplica sobre a parte do corpo a ser tratada deslizando na pele do paciente em direção à circulação linfática, produzindo uma massagem forte com a produção do vácuo (sucção).

É uma técnica francesa que associa drenagem linfática e massagem. O aparelho é composto de vários cabeçotes, sendo um para cada tipo de tratamento.

A aplicação estimula a circulação local, desorganiza as células adiposas e rompe os nódulos fibrosos que caracterizam a celulite, com isso a gordura local também é estimulada e transforma-se em glicerol, substância absorvida pela circulação linfáticae eliminada do organismo, restaurando a qualidade do tecido cutâneo.

Indicações: Na prevenção e tratamento à celulite, gordura localizada, redução de perímetros corporais e tonificação tecidual. Além de promover um relaxamento muscular, favorece a circulação e estimula a eliminação de toxinas pelo organismo.

Vídeo explicativo sobre o procedimento: