Foliculite

A depilação é algo inerente às mulheres e homens. Odiada, porém necessária a sua prática não deve ser realizada de qualquer forma, mas sim cuidadosamente. Principalmente quando a região da pele passa por depilação freqüentemente, pois a lâmina sensibiliza o folículo piloso da pele facilitando assim a invasão de bactérias. O órgão cutâneo apresenta uma barreira bem eficaz contra as infecções bacterianas, mas elas podem acorrer nessas circunstâncias e também na presença de umidade e suor. Surge daí aparecimento da foliculite, infecção dos folículos pilosos causada pela bactéria Staphylococcus.
Em seu estágio inicial ela se caracteriza pela formação de pequenas bolhas de pus chamadas pústulas e vermelhidão ao redor da área afetada. Logo após formam-se lesões maiores e avermelhadas com pontos amarelos (pus) no centro do local afetado, causando coceira, irritação e dor.
Um Problema para os homens
Um dos tipos mais comuns dessa infecção é a cicose da barba, apresentada nos homens. Principalmente nos dias mais quentes e para quem trabalha de terno e gravata. Pela proximidade das lesões ela pode chegar a um estado crônico.

Tratamento e Prevenção:
Apesar de seu tratamento ser realizado através de antibióticos, ele será melhor sucedido se combinado a cuidados anti- sépticos. Outros cuidados:
• Não deixar a barba muito grande, pois quanto maior mais difícil se torna raspa- La, deixando assim a pele mais irritada.
• Utilizar água quente para enxaguar a região do rosto.
• Utilizar espuma de barbear.
• A escolha de um aparelho que seja de fácil manejo e bom corte é indispensável.
• Após o uso lavar a lâmina, secar com papel absorvente com cuidado e guarde em local que não receba umidade.
• Troque regularmente a lâmina do aparelho.
• Enxágüe o rosto com água fria para fechar os poros.
• O uso de creme pós barba ameniza os danos causados pela lâmina.
Dica: O Creme pós Barba Attar possui ativos que inibem o crescimento dos pêlos, aceleram a regeneração da pele, e possuem ação anti- séptica.


Fonte: Dermage